O Greenlight Laser, ou Laser Verde, é a tecnologia mais moderna para o tratamento da hiperplasia prostática benigna. Essa doença tem como principal característica o crescimento exagerado da próstata. No entanto, o processo é lento e pode prejudicar de forma grave a qualidade de vida dos pacientes.

Os sintomas da hiperplasia prostática benigna são:

  • Vontade constante de urinar;
  • Jato urinário mais fino;
  • Jato urinário intermitente;
  • Necessidade de fazer força ao urinar;
  • Sensação de bexiga ainda cheia após urinar;
  • Vontade de urinar com frequência durante a noite.

Em alguns casos, os pacientes com hiperplasia prostática benigna também podem sofrer com infecções urinárias de repetição. O crescimento exagerado da próstata pode bloquear a uretra, caso não tratado. E isso pode prejudicar o sistema urinário masculino como um todo – inclusive os rins.

Ilustração que demonstra a hiperplasia prostática benigna. À esquerda, está a representação de próstata saudável. Já à direita, temos a representação de uma próstata com o problema. A hiperplasia prostática benigna afeta diretamente a uretra masculina.

Pacientes candidatos ao tratamento

O médico urologista é quem deve realizar o diagnóstico da hiperplasia prostática. Assim, após a confirmação da doença, o especialista deve indicar qual o melhor tratamento, o qual será individualizado. Utilizam-se diversos critérios, todos com base nas características individuais de cada paciente. 

Dessa forma, o tratamento clínico com medicações pode ser iniciado, com avaliação da resposta. No entanto, se o paciente não melhorar com o tratamento clínico ou tiver sintomas severos, o tratamento cirúrgico é uma indicação. Uma opção é o tratamento com Greenlight Laser.

Como funciona o Greenlight Laser? 

O Greenlight laser é um equipamento com uma fibra fina e delicada, que emite laser verde pela ponta. Através do orifício natural uretral (canal uretral), o instrumento é inserido até a próstata. Uma vez no órgão, a energia emitida pelo Greenlight Laser vaporiza os tecidos sólidos em excesso na região. 

Dessa forma, com a vaporização do tecido prostático em excesso, a obstrução com a próstata é desfeita. Assim, a passagem da urina pela uretra volta a ser mais natural. E tudo isso com uma técnica minimamente invasiva. Enquanto transforma os tecidos sólidos da próstata em vapor, o Greenlight Laser também estimula a coagulação e a cicatrização local.

Vantagens do Greenlight Laser

O tratamento com o Greenlight Laser é realizado em ambiente hospitalar e sob anestesia. Além disso, o procedimento não necessita de incisões e nem deixa cicatrizes.

Entre outras vantagens do Greenlight Laser, podemos citar:

  • Sangramentos quase nulos, devido a coagulação acelerada;
  • Não utiliza substâncias químicas, apenas soro fisiológico;
  • Tempo de recuperação mais rápido. Na maior parte das vezes, os pacientes são liberados em até 24 horas após o procedimento.

Informe-se sobre o Greenlight Laser e cuide da sua saúde! Por isso, faça consultas periódicas ao médico urologista. Este profissional poderá realizar os exames necessários e identificar problemas como a hiperplasia prostática benigna ainda nas fases iniciais. É importante lembrar que, quanto antes o diagnóstico e o tratamento forem iniciados, maiores as chances de cura e de uma boa qualidade de vida.

Em caso de dúvidas, procure os médicos urologistas do UROCAD. Nós estamos à sua disposição. Entre em contato conosco.

Sobre os autores

Dr. Pedro Geraldo Junior (CRM-SC 23189 | RQE 14074) graduou-se em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Especializou-se e concluiu residência em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José e em Urologia no Instituto Mario Penna. É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Urologia, da American Urology Association, da International Society for Sexual Medicine e da European Association of Urology.

Dr. Roberto Kinchescki (CRM-SC: 15.903 RQE: 13.753) é graduado em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Especializou-se e concluiu residência em Urologia no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná – UFPR. Com passagens e atendimento na esfera pública e privada, sua marca é o aprimoramento de técnicas e procedimentos para uma melhor qualidade de vida, sempre em contato com o bem-estar e o contexto humano de cada paciente.

Dr. Sander Tessaro (CRM-SC: 16.006 | RQE: 13.373) é graduado pela Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC. Especializou-se e concluiu residência em Urologia em São Paulo/SP pelo Hospital Santa Marcelina. Dedicou parte dos seus estudos na Cleveland Clinic (Estados Unidos), onde realizou fellowship em Cirurgia Minimamente Invasiva e Endourologia. É membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia e Membro Internacional da American Urology Association e da European Association of Urology. Sua atuação é pautada pela busca de soluções efetivas aos seus pacientes, atendendo-os de forma humanizada e individual.

Dr. Phelipe Celestino (CRM-SC 28.670 | RQE 18.820) formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em 2007. Fez a residência de cirurgia geral no Hospital Geral Dr. César Cals, em Fortaleza e a residência em urologia no Hospital São Rafael – Monte Tabor, em Salvador. Realizou fellowship de 1 ano em uro-oncologia no maior centro de oncologia da América Latina, o AC Camargo Cancer Center. Foi certificado em Cirurgia Robótica pela Intuitive Surgical Training Center, em Atlanta (Georgia, USA) em 2019.