Vimos no texto “Quem pode fazer a Cirurgia Bariátrica” que a obesidade é uma doença crônica e grave, que pode levar à morte. Ela costuma estar associada a uma série de outros problemas de saúde, como a hipertensão e o diabetes. Dessa forma, o tratamento da obesidade vai além da estética: é questão de saúde!

O tratamento da obesidade é multidisciplinar. Ele deve envolver médicos, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física. E a cirurgia bariátrica, muitas vezes, é parte fundamental do processo.

Abaixo, o Dr. Diogo Tamiozo, Cirurgião do Aparelho Digestivo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567), responde às principais perguntas dos pacientes sobre a Cirurgia Bariátrica e o tratamento da obesidade. 

Após a indicação do procedimento, quais exames pré-operatórios são necessários para a realização da cirurgia bariátrica e o tratamento da obesidade?

Dr. Diogo: Estando indicado o procedimento, é necessária uma avaliação prévia com exames laboratoriais, endoscopia digestiva e ecografia abdominal. Eles são tão importantes quanto a consulta com nutricionista e psicólogo ou psiquiatra para o seguimento pós-operatório.

O que acontece no dia da internação? Qual o passo a passo do paciente até a sala de cirurgia? 

Dr. Diogo: O paciente pode ficar tranquilo. Ele irá receber todas as orientações da equipe médica sobre como ir para o hospital. Um item bastante interessante para levar para o hospital é a meia elástica. Ela é uma ferramenta importante para diminuir os riscos de trombose venosa profunda pós-operatória.

Qual o objetivo dos médicos cirurgiões com a cirurgia bariátrica? 

Dr. Diogo: A cirurgia bariátrica é um dos pilares no tratamento da obesidade. Mas, por esta se tratar de uma doença crônica, é necessário o acompanhamento com a equipe multidisciplinar por longo prazo. Isso diminui substancialmente o risco de retorno da doença e distúrbios nutricionais.

Como vimos no texto “Quem pode fazer a Cirurgia Bariátrica”, ela é indicada principalmente para indivíduos que possuem o IMC (índice de massa corporal) muito elevados.

Além do tratamento das comorbidades provocadas pela obesidade (hipertensão, diabetes, etc), a cirurgia bariátrica traz também ajuda no aumento da autoestima. Ela proporciona uma melhora significativa da estética.

O tratamento da obesidade com cirurgia bariátrica é seguro? Qual a técnica utilizada?

Dr. Diogo: A Cirurgia bariátrica é bastante segura. Ela é realizada por uma vídeo cirurgia (videolaparoscopia), com pequenas incisões no abdome do paciente. As técnicas cirúrgicas mais utilizadas são: Gastrectomia vertical ou sleeve gástrico e o bypass em Y de Roux. Ambas possuem suas indicações e devem ser avaliadas individualmente. 

Como é o pós-operatório da cirurgia bariátrica? 

Dr. Diogo: Geralmente, o paciente fica internado por cerca de dois dias. Nesse período, ele recebe toda orientação sobre a alimentação e cuidados no pós-operatório. Na volta para a casa, a equipe cirúrgica fica sempre a disposição  para qualquer dúvida ou evento inesperado.

É importante lembrar que, para um bom resultado no tratamento da obesidade, é necessária uma equipe multidisciplinar. O paciente deve adotar uma dieta adequada com nutricionista. Também é necessário fazer a reposição vitamínica conforme orientado pela equipe. 

O acompanhamento psicológico garante um equilíbrio entre mente e corpo, tanto no processo de aceitação das mudanças físicas do seu corpo quanto na mudança da sua mentalidade e consciência alimentar.

Além de uma nutricionista e um médico psiquiatra, profissionais de educação física são importantes para otimizar o resultados da cirurgia. Assim, o paciente desenvolve hábitos mais saudáveis e praticam exercícios de forma correta e segura. 

Cuide da sua saúde e viva melhor! Faça o seu tratamento da obesidade com profissionais experientes. A Urocad pode ajudar. Conte conosco.

Sobre o autor: O Dr. Diogo Tamiozo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567) possui formação pela Universidade do extremo sul catarinense – UNESC. Possui também formação em Cirurgia do aparelho digestivo pelo Hospital Universitário – HU/UFSC. Acredita que seu trabalho vai muito além do centro cirúrgico. Por isso, oferece um amplo envolvimento com o paciente, tratando-o de de forma bastante pessoal e humana. Além da cirurgia bariátrica, o Dr. Diogo Tamiozo atua também como cirurgião digestivo oncológico. Atende pacientes tanto em cirurgias particulares como desenvolvendo seu trabalho no Hospital Universitário da UFSC, onde atende à toda a comunidade e auxilia na formação de novos médicos.