Um dos maiores medos de quem faz a cirurgia bariátrica é o de voltar à antiga forma (obesidade) e às doenças metabólicas que ela provoca. E, para evitar isso, é fundamental conhecer e aproveitar todos os benefícios dos exercícios físicos. 

“O exercício físico é uma medida não farmacológica fundamental para prevenir a perda dos benefícios que se têm com a cirurgia. O senso comum costuma ver a cirurgia bariátrica como a salvação para os problemas relacionados com a obesidade. Porém, se não houver mudança no estilo de vida, os efeitos positivos podem se perder ao longo do tempo, mesmo que haja redução drástica de peso.”  – Dr. Diogo Tamiozo, Cirurgião do Aparelho Digestivo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567).

Benefícios do exercício físico

Os benefícios do exercício físico já são amplamente reconhecidos pela ciência. A prática regular, planejada e supervisionada de atividades aeróbias e de força pode prevenir e ajudar a tratar inúmeras doenças. Especialmente aquelas relacionadas à obesidade e ao excesso de peso, que também são o alvo da cirurgia bariátrica e metabólica. 

Entre os benefícios dos exercícios físicos, podemos citar:

  • Maior concentração de HDL-C (colesterol bom);
  • Redução de triglicerídeos e do LDL (colesterol ruim);
  • Maior sensibilidade à Insulina e tolerância à glicose (importante para diabéticos);
  • Redução da pressão arterial sistêmica;
  • Fortalecimento dos ossos (fundamental para idosos);
  • Redução da sensação de cansaço, estresse e depressão;
  • Maior vigor sexual e redução das disfunções associadas.

Clique aqui e veja quem pode realizar a cirurgia bariátrica.

“Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) mostrou que mulheres obesas que passaram pela cirurgia e realizaram treinamento físico supervisionado ampliaram a sensibilidade à insulina, reduziram a inflamação e melhoraram a saúde dos vasos sanguíneos. Desse modo, o exercício reduziu os riscos de doenças associadas à obesidade, como diabetes, hipertensão e aterosclerose, ampliando os ganhos obtidos com a redução do peso corporal.” – Dr. Diogo Tamiozo, Cirurgião do Aparelho Digestivo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567).

Exercícios Físicos e Colesterol

A prática regular de exercícios físicos pode não mudar consideravelmente os valores absolutos de colesterol no organismo dos pacientes. No entanto, ele tem forte impacto na forma como essas moléculas atuam em nosso corpo.

O LDL, considerado o colesterol ruim, nada mais é do que a molécula que transporta o colesterol vindo da alimentação e produzido no fígado para as diferentes partes do corpo. Já o HDL, considerado o colesterol bom, é a molécula responsável pela “reciclagem” e eliminação do excesso de colesterol que não foi utilizado pelo corpo. 

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para o equilíbrio desse sistema.

Os exercícios físicos regulares diminuem a produção do LDL, evitando o acúmulo dessas moléculas nas artérias. Além disso, com os exercícios físicos, as moléculas de HDL tornam-se mais ágeis na remoção do colesterol. 

Dessa forma, entres os principais benefícios do exercício físico, está a prevenção de problemas como o Infarto Agudo do Miocárdio e o Acidente Vascular Cerebral.

Melhora da função endotelial

Outro benefício dos exercícios físicos, especialmente dos aeróbicos como a corrida, é uma melhora significativa na função cardiovascular. Com o treinamento, a tendência é que o coração trabalhe de forma mais eficiente e que os vasos consigam transportar melhor o sangue.

Um dos motivos para tudo isso é a redução do processo inflamatório provocado pelas células de gordura. E, consequentemente, a melhora da função endotelial, que é a camada mais interna de células nos vasos sanguíneos.

“Uma das funções do endotélio é produzir e liberar óxido nítrico, um potente vasodilatador. Pessoas obesas, com quadros inflamatórios sistêmicos, tendem a produzir menos óxido nítrico. Com isso, a pressão sanguínea sobre as veias e artérias aumenta, provocando atrito e deteriorando ainda mais o endotélio, em um ciclo muito perigoso.” – Dr. Diogo Tamiozo, Cirurgião do Aparelho Digestivo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567).

Assim, entre os principais benefícios do exercício físico para pacientes da cirurgia bariátrica, está a melhora da função endotelial, que leva a maior produção de óxido nítrico. Esse gás auxilia na dilatação dos vasos e reduz a pressão arterial sistêmica. 

Além de tudo isso, com a vasodilatação mais eficiente, os órgãos sexuais podem receber mais sangue. Isso provoca uma melhora da função sexual tanto de homens como de mulheres. 

Fortalecimento da musculatura e dos ossos

O treinamento de força, como a musculação, está associado a melhora na densidade mineral óssea e da postura. A compressão exercida pelos impactos controlados e pelos músculos desencadeia um processo que acaba por estimular a deposição de cálcio nos ossos. Com isso, diminuem as chances de lesões. 

“O tecido muscular tem sido considerado como um órgão endócrino, produzindo e secretando várias substâncias via estimulação gerada pela contração muscular. Estas substâncias atuam em diversos órgãos regulando processos metabólicos e induzindo melhoras na funcionalidade sistêmica.” – Dr. Diogo Tamiozo, Cirurgião do Aparelho Digestivo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567).

Controle Glicêmico

Outros benefícios do exercício físico estão relacionados ao controle glicêmico. O exercício permite a absorção de açúcares pelas células, mesmo sem a presença da insulina. Algo muito benéfico para pacientes diabéticos e pré-diabéticos. Estes que são grande parte dos pacientes da cirurgia bariátrica e metabólica. 

Além disso, ocorre o aumento do gasto calórico diário. Quanto mais músculos o paciente tiver, mais calorias ele precisará gastar por dia. Com isso, reduz-se também a quantidade de açúcares livres no organismo.

Os pacientes costumam receber alta médica para treinamento físico aos 30 dias de pós-operatório, para cirurgias bariátricas e metabólicas por videolaparoscopia. A presença de um profissional de educação física na equipe multidisciplinar é fundamental, assim como a decisão sobre como será feito o acompanhamento. 

Cuide da sua saúde e viva melhor! Faça o seu tratamento contra a síndrome metabólica e a obesidade com profissionais experientes. No Urocad a Cirurgia Bariátrica e Metabólica é realizada por profissionais qualificados e experientes. Com a nossa equipe multidisciplinar, você pode ter todos os benefícios do exercício físico. Conte conosco.

Sobre o autor

O Dr. Diogo Tamiozo (CRM/SC: 15.999 – RQE: 11.567) possui formação pela Universidade do extremo sul catarinense – UNESC. Possui também formação em Cirurgia do aparelho digestivo pelo Hospital Universitário – HU/UFSC. Acredita que seu trabalho vai muito além do centro cirúrgico. Por isso, oferece um amplo envolvimento com o paciente, tratando-o de forma bastante pessoal e humana. Além da cirurgia bariátrica, o Dr. Diogo Tamiozo atua também como cirurgião digestivo oncológico. Atende pacientes tanto em cirurgias particulares como desenvolvendo seu trabalho no Hospital Universitário da UFSC, onde atende a toda a comunidade e auxilia na formação de novos médicos.